7 de novembro de 2010

À primeira vista

No primeiro vestibular que fiz, vi pela primeira vez o rosto daquele que me chamou atenção pelo seu sorriso e que hoje faz os meus dias ficarem mais interessantes a cada novidade que descubro, de sua vida e obra.
Milton Santos não foi apenas um intelectual, antes um homem de muita fibra e personalidade, que fez de seus dias uma intensa pesquisa de sobrevivência, aprendizado, troca e interação com os demais.
Fazer parte de uma pesquisa sobre ele é para mim, um presente pessoal e acadêmico, tanto por que o admiro desde a minha adolescência, como pela grandeza de seu conhecimento da humanidade e mundo. Ler nas cartas e documentos a sua atenção para com todos que a ele recorriam é de se questionar se hoje, nos dias correntes, há de existir uma pessoa assim.
Essa resposta não tenho, mas uma certeza pude comprovar, que intelectual é aquele que faz de seu conhecimento uma extensão para o aprendizado de outros.

Por: Jordana Feitosa!
Bolsista/pesquisadora do grupo Permanecer Milton Santos. 

3 comentários:

Permanecer Milton Santos disse...

Jordana, comovente o seu relato. O Milton Santos foi realmente um intelectual fascinante. Devemos todos nos orgulhar do seu legado e do fato de sermos conterrâneos deste grande pensador.

Artur disse...

O Dr. Luis Fox foi indicado pela presidenta Dilma para o cargo de ministro do supremo e está sendo sabatinado hoje pelo senado. Ontem o senador Francisco Dorneles do RJ disse na tribuna do senado das inúmeras qualificações profissional do aludido. Quando li o “4º Editorial" deste blog, fiz uma reflexão e uma indagação as poderes da republica. Com pessoas tão qualificadas nas promoções dos seus aliados, indagamos, porque o poder judiciário não funciona? O poder judiciário é corporativo, só se preocupa com seus altos salários e ainda alardeia tratando a população como se fosse quinquilharia. O Milton Santos diz, nas suas obras, que o conforto é simpático, gerando um tipo de preguiça de perversidade cultural no dia-a-dia. Como revela a pesquisa das nações unidades, que só 7% dos brasileiros conhecem e confiam nos seus vizinhos e 93% não se conhecem, é uma nação de desconhecidos. Essa indagação deixo para o judiciário, legislativo, executivo, para setor acadêmico, as religiões e a maçonaria. Como vocês intitulam nossos professores, nos responda! Nós queremos aprender mais, para ser útil o pais que eu amo. Desde já agradeço a todos, para estarmos juntos tornando esse pais um grande pais, um dever de todos nós.

Sou estudante
Artur Higino.

Artur disse...

Digo, o “4º Editorial" foi postado no blog onegronobrasil1980.blogspot.com , e a pesquisa que me refiro é da Organização das Nações Unidas(ONU.