6 de setembro de 2010

Relato da reunião dos grupos de pesquisa Etnomídia e permanecer Milton Santos. Dia 03/09/2010.

Abertura:


Explanação da pesquisa Faces do Brasil para os novos membros do Etnomídia.



Informada a data da oficina de utilização do Sphinx:


Oficina ministrada por um técnico da Sphinx, no dia 28/09, com jornada de 07 horas. Das 09h às 12h e das 14h às 18h, na sede da Omi-Dùdú.



Informada a data da oficina com a Andi:


Oficina realizada nos dias 30/09 e 01/10, por um especialista da Andi e com a participação de um representante da Fundação Ford. Horário: Das 09h às 12h e das 14h às 18h, na sede da Omi-Dùdú.



Apresentação dos jornais e revistas assinados pela pesquisa:


Fabio Bittencourt (voluntário) vai monitorar o jornal O Estado do Maranhão (sob a responsabilidade de Wellington Oliveira), a partir do dia 01/09. Já foi passado para ele o login e a senha para acesso à versão digital, além de uma planilha para catalogação de dados.



Marilucia Leal (voluntária) vai monitorar o jornal A Folha de Boa Vista (sob a responsabilidade de Wellington Oliveira), a partir do dia que passar a ser entregue a versão impressa.



Karina Ribeiro (voluntária) vai monitorar a revista Carta Capital (sob a responsabilidade de Ana Paula), a partir do dia que passar a receber os exemplares. Fernando Conceição ficou responsável por transferir o endereço de entrega da assinatura.



Vanice da Mata (voluntária) vai monitorar o jornal Diário de Pernambuco (sob a responsabilidade de bolsista a ser contratado para substituir Jaqueline Barreto), a partir do dia que passar a receber os exemplares. Paul ficou responsável por acompanhar situação da assinatura.



Informada a data da reunião geral da pesquisa Faces do Brasil:


Dia 13/09, às 14h30, na sede da Omi-Dùdú.



Firmou-se para a próxima reunião do Etnomídia, dia 17/09, dentro do projeto “Que Papo é Esse?”, a finalização da leitura do livro “Por Uma Outra Globalização”, de Milton Santos, sob a responsabilidade de Moabe Costa.


Ficou marcado para a próxima terça-feira (07/09) o anúncio do nome da nova bolsista da pesquisa Faces do Brasil, em substituição a Jaqueline Barreto.


Foram apresentadas as informações gerais sobre o Colóquio Milton Santos .3.


Fernando informou sobre a sua viagem para São Paulo no próximo dia 23/09, para cumprir atividades relacionadas à pesquisa sobre a vida de Milton Santos. As bolsistas Milena e Jordana poderão acompanhá-lo.


Thiago Pereira vai trazer versões do seu Trabalho de Conclusão de Curso para distribuir entre os membros do grupo na próxima reunião, dia 17/09.


Lançamento do projeto “Que Papo é Esse?”, com palestra de Willys Santos, sobre o Enigma Baiano.

Att.

Wellington Oliveira
(71) 33218845 / 92555525 / 88443422

5 comentários:

izabel disse...

Anexo
Maria Lúcia Alves da Silva (01:55:57) :
Revindicação da Escola Milton Santos na Bahia, que exprime a força das mulheres da região e seu desejo de transformar a sua realidade a partir da perspectiva do Laboratório de Geomorfologia e Estudos Regionais. Meu nome é MARIA LÚCIA ALVES DA SILVA. SOU COORDENADORA PEDAGÓGICA JUNTO COM A PROFESSORA VELEIDA ANTUNES NA ESCOLA MUNICIPAL PROFESSOR MILTON SANTOS, SITUADA NA RUA JARDIM TERRA NOVA, VILLAGE I. M. ITAPARICA, CEP: 41 305410, TELEFONE: 36117905, EMAIL: ESC-PMILTONSANTOS@SALVADOR.BA.GOV.BR. A ESCOLA SE SITUA NO BAIRRO DE VALÉRIA, E LEVA O NOME DO MAIS IMPORTANTE CIENTISTA BRASILEIRO, MILTON SANTOS. CONSIDERAMOS QUE O PROJETO DE LABORATÓRIO DE GEOFORMOLOGIA E ESTUDOS REGIONAIS PROVOCOU A CAPACIDADE DO INTERIOR PARA O EXTERIOR DAS PESSOAS, ENTRE A VIDA E AS PESSOAS, E NAS CONVIVÊNCIAS ENTRE AS PESSOAS.NOSSA ESCOLA SOLICITA À UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA E AO MUNDO ACADÊMICO A CONTINUAÇÃO DESTE PROJETO. PEDIMOS QUE NOSSA COLEGA MARIA AUXILIADORA DA UFBA VISITE-NOS PARA DISCUTIR UM PROJETO COM ESSE TEMA, SOB SUA ORIENTAÇÃO. OS PODERES INSTITUCIONAIS DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL: PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL, SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL(PODER JUDICIÁRIO), CONGRESSO NACIONAL(CÂMARA E SENADO),..! ESTA ESCOLA CONVOCA EM NOME DE MILTON SANTOS UM NOVO PROJETO POLÍTICO PARA O BRASIL. TODAVIA PRECISAMOS QUE O MUNDO ACADÊMICO POSSA COMPREENDER QUE ESTE PROJETO É UMA AÇÃO PRÁTICA DE GESTÃO PÚBLICA E PRIVADA PARA UMA CONQUISTA DE UM NOVO BRASIL TODOS JUNTOS.
Maria Lúcia Alves da Silva (01:55:57) :
- Jorge luiz Lucas de Paiva, Consultor, formado pela AEUDF e com especialização na UNB. Grande façanha foi encabeçar e realizar o Seminário, Vida e Obra Milton Santos. Parabéns Lídice da Mata e ao Waldimiro de Souza nosso grande entusiasta ao sugerir tal proeza. O alcance nas comunidades escolares, principalmente, a que abriga a Escola Municipal Milton Santos, situada entre favelas, no bairro Valéria – Salvador – BA. Apesar de tal iniciativa – convocar as Instituições em todas as esferas para contribuir com a continuidade da proposta do seminário, visando a manutenção do laboratório de geoformologia e estudos regionais, realizado em 04/05/2010, organizado pela Presidencia da Câmara Federal na Comissão de Educação. A Coordenadora Pedagógica, Matia Lúcia Alves da Silva e Professora, Veleida Antuines expressaram a angústia da população negra do Brasil, que vê nas propostas reafirmadas no Congresso Nacional do Brasil a forma de enfrentamento às elites conservadoras que insistem em manter o negro marginal, sem atender os apelos de arreganhos dessa população, tornando-a marginal. “Marginal” que para Milton, em sua obras Pobreza Humana – significa o pensamento intelectuais formadores de opinião, conservadores, comprometido com as elites, para continuar a escravidão na América Latina. Dessa forma, estamos juntos!!!!!!!!!!!!!!!

Waldimiro de Souza disse...

Na gestão de 1986 a 1988 do Ministro da Cultura Celso Furtado, aconteceu uma audiência com o Secretário de Cultura Gilberto Gil do prefeito Mario Mello Kertész e os fundadores do conselho do memorial Zumbi; Carlos Moura, Jornalista Justo do RJ e Waldimiro de Souza. Com objetivo de um projeto de reconstrução do pelourinho, da sua historia e apoio a população negra e pobre que habitavam em residências sem condições básicas. Naquele momento havia um clamor da população negra brasileira. Para surpresa de todos, o esforço para conquistar as verbas locadas para prefeitura de salvador na época viram pó. Alguém embolsou todo esse esforço coletivo da nação brasileiro e exterior. Ficaram evidente as palavras do ministro da cultura Celso Furtado, que o negro não tinha representação política, para fazer valer e cumprir um empreendimento dessa magnitude.
Chegou a hora de modificar a estrutura dos partidos políticos que tem como base o conceito racistoide. O poder judiciário no processo da juridicidade há de gerir o estado republicano o poder civil pela democracia plena. 82% da população da Bahia são de negros e os mesmo não se elegem para o executivo e legislativo e quase não há negros no poder judiciário.
OnegronoBrasil1980.blogspot.com está solidário ao Doutor Fernando Conceição, jornalista, professor da UFBA, biografo da obra de Milton Santos e organizador do projeto grupo de pesquisa permanecer Milton Santos que foi intimado pela Justiça da 10ª zona Eleitoral da Bahia, conforme e-mail que recebemos do mesmo;
“Meu advogado ( tel.71.8739-5607) tem até o meio dia desta quarta-feira, dia 5, para apresentar nossa defesa. Ou, conforme despacho da juíza Maria Fátima Monteiro Vilas Boas, poderei pagar multa diária de R$ 5.000,00. É assim que "Salvador tem jeito"."

Parabenizamos pelas suas publicações do Jornal da Tarde da Bahia e pelo seu grande site www.fernandoconceicao.com.
Conforme o clamor do poeta Castro Alves “A Deus e aos céus” compreendemos que o homem não alcança a capacidade e compreensão do poeta.

Waldimiro de Souza disse...

A candidata à presidência da republica pelo PSB, Marina Silva é uma afrodescendente virtualmente, e poderá ser eleita no primeiro turno se a população negra e seus descendentes e indígenas compreenderem a importância da sua eleição. O massacre sofrido pela sociedade racistoide e facistoide a população negra brasileira conforme pesquisa do governo Dilma, sobre os dois períodos do governo do PT, houve um aumento de 132% de assassinatos pelo estado, de jovens negros de 10 a 29 anos. O ataque racista que atingiu o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal Ministro Joaquim Barbosa, foi silenciado pela sociedade racista no legislativo, judiciário, executivo e na mídia brasileira, para tanto não pôde permanecer como ministro do Supremo e foi necessário se aposentar. Nem uma voz de seus colegas ministros lhe deu apoio, ficou sozinho com a população brasileira. A nação se levantou de apoio a esse magistrado, que dignificou o poder judiciário. A diferença entre os EUA e o Brasil é que quando a policia assassina um jovem negro, a população afrodescendente para aquela cidade ou estado gera uma repercussão mundial, já aqui se mata negros todos os dias, porem, nenhuma voz se levanta em defesa da vida, já que é um ser humano que esta sendo assassinado. Nos população negra devemos ter a sensibilidade no processo de cidadania política, na universalidade do voto na urna, um homem um voto, que podemos eleger o cargo de presidente da republica, Marina Silva. Se a população brasileira, segundo se estima os cientistas sociais, mais de 70% do Brasil é afrodescendente e indígena, juntos votaremos em Marina Silva.

Fábio Medeiros disse...

Fábio Medeiros10 de setembro de 2014 16:03

Desprezar a população nativa ribeirinha é um genocídio que extermina não só um povo, mas só enriquece a cultura racista e empobrece a nossa Brasilidade, a nossa identidade cultural, política e civilizatória do nosso Brasil e especialmente do Nosso Nordeste e da Querida Bahia berço da nossa Brasilidade, atravessada pelo Velho Chico Ramal de Integração Nacional e de Humanização do interior de Nosso País, Haja vista a primeira Usina Hidrelétrica instalada aqui, foi às margens do mesmo grande rio, idealizada pelo "Mauá Nordestino:" o visionário Delmiro Gouveia, que foi um dos primeiros a incentivar a inclusão social à população ribeirinha de maioria negra às margens do Rio São Francisco na altura do Estado de Alagoas, quando o então empresário construiu uma vila operária, que muito contribuiu para a inclusão daquele povo esquecido, Mas agora o que se vê em Santa Rita de Cássia e Mansidão, na Bahia é uma prática racista que exclui ao invés de incluir, é a apoteose do atraso enraizado na cultura colonizadora ibérica. (Fábio Medeiros, ex- Radialista da Rádio Panatis àos 16 anos de Idade, Patos-PB)

Waldimiro de Souza disse...

O PSB Nacional, reuniu ontem uma nova executiva nacional elegendo Carlos Siqueira como presidente nacional do partido. No entanto no dia que a Marina Silva foi indicada a candidatura a presidência da republica pelo PSB em substituição ao saudoso estadistas Eduardo Campos, Carlos Siqueira teve um ataque racista contra a candidatura da Marina Silva, que expressava a candidatura negra e indigna do pais. O partido que elege-o Carlos Siqueira, tem que pedir desculpa ao pais pela não observância que um partido politico tem que ter uma visão de estado, de governo, de nação e uma consciência de um estadista. Carlos Siqueira é um homem que sempre tratou da questiuncula pessoal no partido, violando a cidadania e os direitos fundamentas das pessoas humanas, em especial dos negro e da população indigna. Queremos um partido com a visão de Eduardo Campos, Dona Renata, seus cinco filhos e em especial o Miguelzinho que representa a família brasileira.